As Peças Infernais #2 – Príncipe Mecânico

PRINCIPE_MECANICO_1363230264PEssa é a resenha de um livro que é o segundo da série. Portando, vocês já sabem: pode haver spoiler do primeiro livro, tanto na resenha quanto na sinopse.

Título: Príncipe Mecânico
Autor: Cassandra Clare | Editora: Galera Record
Sinopse: Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres — ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada — foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.

As coisas ainda estavam um pouco lento demais para o meu gosto e Tessa ainda era excessivamente descritivo sobre cada pequena coisa. Em certo ponto, ela pareceu levar páginas para descrever um edifício. Uma coisa meio José de Alencar… Mas uma vez que a história começou a pegar, conseguiu prender minha atenção. Eu achei Tessa muito melhor neste livro, mas realmente… Eu gosto muito mais do Will!

Eu contra tudo e contra todos, eu devo confessar que, nunca, em momento algum, consegui torcer por Jem. A coisa sobre esta relação é que eu não acreditava que Will e Jem não sabiam que o outro é apaixonado por Tessa. Na verdade, eu entendo que Will não iria perceber que Jem e Tessa foram envolvidos porque ele estava lidando com um monte de coisas, além dele ser muito centrado em si mesmo e menos nos outros. Mas esses caras não são apenas melhores amigos, eles também são parabatai, eu achei inacreditável que eles não conversassem entre si sobre o gostar da Tessa.

Tessa, Will e Jem têm tanta química como antes. Agora, no entanto, os sentimentos são aprofundados e novas complicações surgem para testar todos eles. Eu ri com suas brincadeiras, sorri com as suas alegrias, e meus olhos se encheram de lágrimas quando eles foram confrontados. É muito difícil não se tornar fã desses personagens, porque eles simplesmente saltam da página e são muito fáceis de imaginar. Além do mais, cada um conseguiu surpreender-me de maneiras que eu não teria imaginado muito antes de ler o livro.

Eu gostei mais desse segundo livro do que de Anjo Mecânico, e estou pensando em terminar a série, embora eu não goste tanto dela quanto de Instrumentos Mortais, mas né… eu tenho que descobrir o que acontece no próximo volume. Esse é um livro cheio de humor, ação, romance, e tem uma fantástica construção de universo. Eu sei, todo mundo implica com a Cassie, mas olha… Eu gosto muito do universo dela!

Classificação Geral
3.0 Stars

Comments

comments

This entry was posted in 3 estrelas, Resenhas. Bookmark the permalink.
35 anos, cabofriense e vascaína. Viciada em coca-cola, baunilha e livros. Mãe de duas gatas: Nina e Roza. Quase sem preconceitos literários - só não lê autoajuda e livros religiosos - fangirl de Safran Foer e Richelle Mead. Adora YA, principalmente os de fantasia que envolvam vampiros, anjos e outros seres sobrenaturais. E não, não gosta de lobos e outros metamorfos. Autora do conto "Reencontro", que faz parte do livro "Meu Amor é um Mito", publicado em 2012 pela Editora Draco.

3 thoughts on “As Peças Infernais #2 – Príncipe Mecânico

  1. Eu só li o primeiro livro, mas estou ansiosa para ler esse também.
    Eu adoro esse trio. Geralmente triângulos amorosos me deixam com raiva, mas essa autora conseguiu o impensado e me fez adorar esse conflito todo entre eles.

  2. Você gosta mais dos Instrumentos Mortais? Ainda não acabei de ler Anjo Mecânico, tô terminando ele hoje, mas acredito que comigo será diferente, tô gostando mais das Peças Infernais… Talvez seja porque não gostei muito do livro Cidade dos Ossos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Powered by sweetCaptcha